Episódio #17 Temporada 6: A Anita e o lado negro do teletrabalho

Introvertida por natureza, a Anita vibra com cada dia de trabalho no sossego da sua casa, com o dosear das interações sociais, com o poder dedicar-se a trabalho estratégico sem a interrupção a cada 5 segundos dos ruídos e intrusões típicos de um open office.

Mas esta Anita, não são todas as Anitas, e o trabalho remoto e o teletrabalho podem fazer-nos sentir mais sós, com toda a bagagem que a solidão traz consigo.

A dimensão que esta solidão assume tem de ser analisada, também, à luz da fadiga de um ano desta que parece uma macabra experiência social à escala global. Enquanto já anteriormente a solidão era apontada como um dos principais contras do trabalho remoto, ao dia de hoje está exacerbada pela ausência de quase todas as outras interações sociais e pode fazer a Anita pintar de cor de rosa a vida e as relações no escritório.

Numa altura em que o futuro segue incerto, em que as bases estruturais do trabalho híbrido se começam a desenhar, a Anita explora prós e contras numa batalha de introvertidos vs extrovertidos e todos os que se encontram no meio.

Neste episódio, mencionamos:
Vídeo sobre solidão no trabalho preparado por Christine Liu, editora de inovação em Harvard Business Review
Confúcio
Metodologia Agile
Daily Scrum
Trello

E não se esqueçam:
A Anita regressa ao trabalho quando bem lhe apetece e pode, idealmente a cada semana, mais coisa menos coisa, com um ponto de situação nos seus projetos. No entanto, como boas aspirantes à omnipresença, continuamos ligadas no Instagram, em @anita_no_trabalho, e ainda em anitanotrabalho.com, onde poderão conversar connosco através da secção Querida Anita, ou no Facebook.

Ou nas nossas plataformas profissionais:
Eli: nautilo.net | facebook | twitter | Instagram
Billy: airdesignstudio.com | facebook | Instagram
Rita: Instagram

Créditos:
“Polygamie” de Gabriel Vigliensoni, através do Free Music Archive.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.