Episódio #3: Empreendedora 101 – manual de instruções para principiantes

Bem-vind@s ao Anita no Trabalho; o reality show, não censurado, da vida de uma empreendedora.  No episódio de hoje, a Anita desenrola uma lista interminável no manual de instruções do empreendedor (ou da empreendedora, na versão 2.0) e termina com um post-it, fotocopiado até à exaustão e fixado em cada ângulo de visão que possamos imaginar, com as 3 principais regras a não ignorar.

  1. Ter uma visão e objetivos claros!
  2. Ter um plano de negócios desenhado para alcançar a visão e objetivos!
  3. Executar com excelência!

E não esquecer de celebrar cada pequena vitória.

Música: “Polygamie” de Gabriel Vigliensoni

6 comments

  1. Ana Gomes says:

    Cara Anita
    Por falar em “gabarolice” há pouco tempo fui a uma entrevista e fizeram-me o que eu chamo uma “tricky question” “diga lá porque é que a devemos contratar a si??” fiquei um pouco atrapalhada lá disse algo como estou muito motivada, tento ser competente etc. No fim ela concluiu com “é a melhor!” ou seja era o que ela queria que lhe dissesse. Eu repliquei que não conhecia os outros candidatos logo não sei se sou de facto a melhor mas era isso que esta estava à espera que eu lhe dissesse. Temos que nos saber “vender” o que choca com o que é esperado por parte da sociedade; temos que nos gabar! Para mim isso é algo difícil porque não é assim a minha personalidade. Acabei por não ser chamada para o lugar. Um excelente tema Anita!

    • anitanotrabalho says:

      Obrigada pela partilha, Ana! Sim, para muitas de nós é um desafio o “vender” as nossas capacidades e competências…mas realmente sentimos que faz parte (ou deveria) do kit de sobrevivência nestes meios tão competitivos.
      Ficamos contentes por encontrar relevância no tema. Esperamos ajudar.
      Até breve,
      Anita

  2. Bau says:

    Estou a gostar imenso de ouvir a Anita no Trabalho! Nao me enquadro a 100% no vosso perfil, no sentido em que quase sempre trabalhei por conta de outrem e ainda nao sou mae. Mas estou a achar muito interessante saber mais sobre a vossa experiencia enquanto mulheres, maes e trabalhadoras por conta propria. Para alem disso, muito do que falam aplica-se a qualquer uma de nos e revejo-me em muitas das situacoes que descrevem. Tenho aprendido com varias das vossas experiencias – ate descarreguei o ‘plant nanny’ para me ‘obrigar’ a beber mais agua! Obrigada por esta partilha!
    Ja agora, por norma, eu tambem leio a versao Inglesa e Portuguesa da newsletter, e estou de acordo com o que a Eliana disse – o caminho que e percorrido para transmitir a mesma ideia pode ser bastante diferente nas duas linguas, e para mim e um prazer descobrir e apreciar essas nuances. Ansiosa por ouvir os episodios seguintes!

    • anitanotrabalho says:

      Obrigada, Bau!

      É certo que tanto a Eliana como eu somos mães, mas ficamos contentes por saber que aquilo que aqui discutimos é pertinente para um auditório mais amplo que o nosso.

      Beijinhos!
      Billy

  3. Filipa says:

    A minha opinião vale o que vale, mas acho que se os posts da Billy fossem todos em inglês ia inibir a participação daqueles portugueses que, mesmo que leiam em inglês, não se sentem confortáveis para responder nessa língua. Beijinhos desta vossa ouvinte.

    • anitanotrabalho says:

      Obrigada, Filipa. Não fosse receber estas mensagens assim tão fofas, o português já tinha desaparecido há algum tempo. 🙂

      Um beijinho muito grande!
      Billy

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *