Episódio #2 Temporada 2: Anita e a ESCALA

Episódio #2 Temporada 2

Sentada, plano de negócios e objetivos para o ano escancarados no ecrã, e eis que o primeiro bloqueio acontece à medida que a palavra ESCALA começa a ganhar forma no pensamento.

Se há palavra que põe a Anita em sentido é esta, ESCALA, escrita com maiúsculas, assustadora, sedutora em simultâneo, em degradé, surge quase a medo, transparente, como se fosse inofensiva e tornando-se gradualmente intensa, carregada, impossível de ignorar, concentrando em si todas as perguntas desconfortáveis e (im)pertinentes.

No 2º episódio da 2ª temporada, abrimos a gaveta dos assuntos desconfortáveis e de lá salta, alegre e aos pulos, a ESCALA, ansiosa, excitada, cheia de vontade de falar, atropelando-se nas palavras… normal, tendo em conta que passa meses consecutivos amordaçada e fechada: longe da vista,…

Bem-vindos a uma sessão de terapia para empreendedores inquietos; hoje voltamos ao sofá, equipada com chocolate quente em quantidades industriais e uma caixa por abrir de kleenex, e tentamos, calmamente (inspira… expira…), lidar com a balança.

Neste episódio mencionamos:
A nossa conversa com a Rita Pelica, especialista em networking e marketing pessoal.
A conversa com a Constança Cabral sobre como nos organizamos na entrada do novo ano.

E não se esqueçam:
A Anita regressa ao trabalho a cada duas semanas, mais coisa menos coisa, com um ponto de situação nos seus projetos… no entanto, como boas aspirantes à omnipresença, continuamos ligadas no anitanotrabalho.com, onde poderão conversar connosco através da secção Querida Anita, ou no Facebook.

Ou nas nossas plataformas profissionais:
Eli: nautilo.net | facebook | obvious | twitter | Instagram
Billy: airdesignstudio.com | facebook | instagram
Constança Cabral: Blog | Instagram | Facebook
Créditos:
“Polygamie” de Gabriel Vigliensoni, através do Free Music Archive.

One comment

  1. Naná says:

    A “escala”… esse palavrão assustador… outro excelente episódio!

    E não acredito que só restem 2 ou 3 ouvintes 😉

    E o que dizer do fim do podcast? Fiquei emocionada e tudo! Eu é que tenho que vos agradecer por espicaçarem a minha mente! Aquilo um brainstorming solitário, não sei do que fui acometida!… 🙂

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *