Episódio #11 Temporada 9: A Anita a aspirar à imperfeição

A Anita cresceu com o ideal da perfeição. Modelos aspiracionais que moldaram valores, princípios, atitudes perante a vida, nas suas várias dimensões.

Modelos que a levaram à exigência desmesurada consigo própria e com os outros, modelos que a tornaram mais cautelosa e aversa ao risco, modelos que a levaram a limites físicos e psicológicos e uma insatisfação constante.

Com a maturidade dos anos, a perfeição começou a deixar de exercer um fascínio e atração absolutos, tornando-se cada vez mais evidente o seu lado limitador, castrador.

E a Anita começou um processo de desconstrução, aceitando a imperfeição, não como sinal de menor exigência ou de desistência, mas como forma de melhoria contínua e de lidar com a impermanência da vida.

Neste episódio mencionamos:
“Why Imperfect Is Better Than Perfect”, artigo de Andrea Olson publicado a 16 de Junho de 2024
Mindset fixo e mindset de crescimento são desenvolvidos pela psicóloga Carol Dweck no livro “Mindset”.
“O caminho do Artista”, de Julia Cameron
“Why I love my typos”, artigo de Tara Mohr
“Back to the Future II”
O “Livro do Não”, livro infantil escrito e ilustrado com bordado pela Billy

A newsletter da Constança
A newsletter da Billy
A newsletter da Eli

Anita: newsletter | Instagram | Clube do Livro | Consultório

 

E não se esqueçam:
A Anita regressa ao trabalho quando bem lhe apetece e pode, idealmente a cada semana, mais coisa menos coisa, com um ponto de situação nos seus projetos. No entanto, como boas aspirantes à omnipresença, continuamos ligadas no Instagram, em @anita_no_trabalho, e ainda em anitanotrabalho.com, onde poderão conversar connosco através da secção Querida Anita, ou no Facebook. Para consultas mais específicas, a Anita está disponível para sessões individuais com a sua comunidade em anitanotrabalho.com/consultorio

Ou nas nossas plataformas profissionais:
Eli: departamentodemarketing.net | facebook | twitter | Instagram
Billy: airdesignstudio.com | Instagram
Constança Cabral: Blog | Instagram | Facebook

Créditos:
“Polygamie” de Gabriel Vigliensoni, através do Free Music Archive.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.