Episódio #7 Temporada 9: A Anita em mínimos olímpicos

Sempre que surge alguma nova tendência ou é cunhado um novo termo profissional, a Anita não perde a oportunidade de o dissecar e testar a aplicabilidade do mesmo.

Com algum delay, a Anita resolveu abordar o “lazy girl job”, termo que rejeita de forma visceral, mas cujo conceito lhe parece muito válido.

Saindo do universo TikTok e explorando a sua existência na “vida real”, com as devidas inspirações na vida selvagem e os hábitos da preguiça, o animal entenda-se, a conversa de hoje promete ir repescar alguns temas favoritos como o slow living e o ócio ou mesmo arriscar em falar em work-life balance!

É o regresso às conversas a três, em câmara-lenta e com chávena de chá na mão.

Neste episódio mencionamos:
“Gen Z want to work ‘lazy girl jobs’. Who can blame them?”, artigo de Daisy Jones, publicado no The Guardian a 9 de Julho de 2023
A conversa da Anita sobre o FIRE (Financial Independence Retire Early)
“A vida não pode esperar”, de RIta Piçarra
Denise Duffield-Thomas
Nayla Norryh
“A Room of One’s Own”, de Virginia Woolf
Anita na idade da “anti-ambição“

A newsletter da Constança
A newsletter da Billy
A newsletter da Eli

A newsletter da Anita
O Instagram da Anita
O Clube do Livro da Anita
O Consultório da Anita

 

E não se esqueçam:
A Anita regressa ao trabalho quando bem lhe apetece e pode, idealmente a cada semana, mais coisa menos coisa, com um ponto de situação nos seus projetos. No entanto, como boas aspirantes à omnipresença, continuamos ligadas no Instagram, em @anita_no_trabalho, e ainda em anitanotrabalho.com, onde poderão conversar connosco através da secção Querida Anita, ou no Facebook. Para consultas mais específicas, a Anita está disponível para sessões individuais com a sua comunidade em anitanotrabalho.com/consultorio

Ou nas nossas plataformas profissionais:
Eli: departamentodemarketing.net | facebook | twitter | Instagram
Billy: airdesignstudio.com | Instagram
Constança Cabral: Blog | Instagram | Facebook

Créditos:
“Polygamie” de Gabriel Vigliensoni, através do Free Music Archive.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.