Episódio #10: A Anita aprende a respirar – entrevista Ana Gil Campos

Bem-vindos ao episódio desta semana do Anita no Trabalho: a Anita aprende a respirar.

No início, o processo de aprendizagem até foi físico, pois a nossa convidada formou-se em Cardiopneumologia e fez o mestrado em Engenharia Biomédica na Faculdade do Porto, aprendendo ao longo dos anos as várias técnicas que foi aplicando à sobrevivência. No entanto, sentia que, provavelmente, não passava disso: sobrevivência. Assim, aos 30 anos, insatisfeita, decidiu parar e reaprender a respirar, fundo, bem no seu interior, revelando a sua alma através da escrita.

E foi deste modo que o ato de respirar deixou de ser artificial e forçado e se tornou quase imperceptível de tão natural que passou a ser.

Bracarense de nascimento – reconhecemos-lhe o “olhar de frente” e o “ar de quem pertence a si própria” que o Miguel Esteves Cardoso atribui às mulheres do Norte – encontrou o seu Norte com a escrita.

Escreveu para o Expresso entre 2009 e 2014 e colaborou com a revista Exame entre 2011 e 2013. Mas foi com o seu romance “A Segunda Pele da Acácia Mimosa” lançado em outubro de 2014 em Portugal e em abril de 2015 no Brasil, pela Chiado Editora, que revelou, de forma surpreendentemente madura, o seu talento.

Já no segundo romance, “Quando Ruiu a Ponte sobre o Tamisa”, publicado em Maio de 2016, pela Editorial Novembro, vem mostrar que está já além de jovem promessa.

Fiquem a conhecer a disciplina a toda a prova da nossa convidada, Ana Gil Campos.
10390453_1485392505059786_7898556084858774646_n
Ana Gil Campos: Blog / Facebook

E não se esqueçam:
A Anita regressa ao trabalho a cada duas semanas com um ponto de situação nos seus projetos… no entanto, como boas aspirantes à omnipresença, continuamos ligadas no anitanotrabalho.com, onde poderão conversar connosco através da secção Querida Anita, ou no Facebook.

Ou nas nossas plataformas profissionais:
Eli: nautilo.net | facebook | obvious | twitter
Billy: airdesignstudio.com | facebook | instagram

Créditos:
“Polygamie” de Gabriel Vigliensoni, através do Free Music Archive.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *