Categoria: Uncategorized

Episódio #20 Temporada 6: A Anita Série Empreendedora – Prelúdio: km zero

Antes da imersão e obsessão que podem, muitas vezes, caracterizar a fase inicial da criação de um negócio próprio, há lugar a um momento de pausa e reflexão, que leva a Anita ao fundo de si mesma ao procurar responder à questão: ser ou não ser empreendedora?

Sendo a Anita altamente analítica e dada à introspeção, e acérrima defensora da análise de todos os cenários até à exaustão, este debate interno tinha tudo para terminar com teias de aranha em volta ou com o aspeto gasto dos livros folheados e rabiscados por milhares de leitores.

Começou, obviamente, por um exercício de construção de cenários e implacáveis análises e contra-análises de prós e contras, mas acabou por ser resolvido de forma pragmática, pela imposição de objetivos e prazos e pelo empurrar da grande questão com a barriga.

No programa de hoje, a Anita regressa ao momento Zero da sua jornada como empreendedora, como ponto de partida para uma série de programas dedicados à criação de um negócio próprio.

Fica o convite para acompanharem e ajudarem a escrever alguns dos capítulos desta viagem.

Neste episódio, mencionamos:
pivotal
A Anita e o lado negro do teletrabalho – Episódio

E não se esqueçam:
A Anita regressa ao trabalho quando bem lhe apetece e pode, idealmente a cada semana, mais coisa menos coisa, com um ponto de situação nos seus projetos. No entanto, como boas aspirantes à omnipresença, continuamos ligadas no Instagram, em @anita_no_trabalho, e ainda em anitanotrabalho.com, onde poderão conversar connosco através da secção Querida Anita, ou no Facebook.

Ou nas nossas plataformas profissionais:
Eli: nautilo.net | facebook | twitter | Instagram
Billy: airdesignstudio.com | facebook | Instagram
Rita: Instagram

Créditos:
“Polygamie” de Gabriel Vigliensoni, através do Free Music Archive.

Episódio #18 Temporada 6: À conversa com Veronica Orvalho

Para Verónica, “qualquer dia é o dia em que podemos ajudar a mudar o mundo” e, no seu caso, o mundo que pretende ajudar a construir é um mundo onde todos têm direito e acesso à educação.

Nascida na Argentina, viveu nos EUA com 16 anos e, desde então, o mundo é a sua casa: doutorou-se em Software pela Universitat Politécnica de Catalunya, contando com alargada experiência na indústria da computação gráfica, e é atualmente professora na Universidade do Porto e investigadora no Instituto de Telecomunicações… mas guarda a Argentina e a Patagónia no coração.

No centro da sua investigação e estudos está a ciência do rosto humano. Em 2016, depois de uma década como professora universitária, fundou a Didimo, uma startup tecnológica que cria avatares ou “humanos digitais de alta resolução” com o objetivo de humanizar e personalizar a comunicação e interações no mundo digital.

Algumas das suas criações já foram usadas por entidades de renome como Universal Studios, Sony, Microsoft ou Amazon e são reconhecidas a nível internacional, tendo alcançado o primeiro lugar no Women Startup Challenge da Women Who Tech e um prémio científico da IBM.

Neste episódio, mencionamos:
Didimo
Paperwings
Oradora TedX Porto
Professora Universidade do Porto
Artigo no Dn Insider
Artigo Startup.info
Esclerose Lateral Amiotrófica, a doença de Stephen Hawking
GDPR – General Data Protection Regulation
Soul Machines
AICEP Portugal Global

E não se esqueçam:
A Anita regressa ao trabalho quando bem lhe apetece e pode, idealmente a cada semana, mais coisa menos coisa, com um ponto de situação nos seus projetos. No entanto, como boas aspirantes à omnipresença, continuamos ligadas no Instagram, em @anita_no_trabalho, e ainda em anitanotrabalho.com, onde poderão conversar connosco através da secção Querida Anita, ou no Facebook.

Ou nas nossas plataformas profissionais:
Eli: nautilo.net | facebook | twitter | Instagram
Billy: airdesignstudio.com | facebook | Instagram
Rita: Instagram

Créditos:
“Polygamie” de Gabriel Vigliensoni, através do Free Music Archive.

Episódio #17 Temporada 6: A Anita e o lado negro do teletrabalho

Introvertida por natureza, a Anita vibra com cada dia de trabalho no sossego da sua casa, com o dosear das interações sociais, com o poder dedicar-se a trabalho estratégico sem a interrupção a cada 5 segundos dos ruídos e intrusões típicos de um open office.

Mas esta Anita, não são todas as Anitas, e o trabalho remoto e o teletrabalho podem fazer-nos sentir mais sós, com toda a bagagem que a solidão traz consigo.

A dimensão que esta solidão assume tem de ser analisada, também, à luz da fadiga de um ano desta que parece uma macabra experiência social à escala global. Enquanto já anteriormente a solidão era apontada como um dos principais contras do trabalho remoto, ao dia de hoje está exacerbada pela ausência de quase todas as outras interações sociais e pode fazer a Anita pintar de cor de rosa a vida e as relações no escritório.

Numa altura em que o futuro segue incerto, em que as bases estruturais do trabalho híbrido se começam a desenhar, a Anita explora prós e contras numa batalha de introvertidos vs extrovertidos e todos os que se encontram no meio.

Neste episódio, mencionamos:
Vídeo sobre solidão no trabalho preparado por Christine Liu, editora de inovação em Harvard Business Review
Confúcio
Metodologia Agile
Daily Scrum
Trello

E não se esqueçam:
A Anita regressa ao trabalho quando bem lhe apetece e pode, idealmente a cada semana, mais coisa menos coisa, com um ponto de situação nos seus projetos. No entanto, como boas aspirantes à omnipresença, continuamos ligadas no Instagram, em @anita_no_trabalho, e ainda em anitanotrabalho.com, onde poderão conversar connosco através da secção Querida Anita, ou no Facebook.

Ou nas nossas plataformas profissionais:
Eli: nautilo.net | facebook | twitter | Instagram
Billy: airdesignstudio.com | facebook | Instagram
Rita: Instagram

Créditos:
“Polygamie” de Gabriel Vigliensoni, através do Free Music Archive.

Episódio #16 Temporada 6: Pode a Anita viver sem redes sociais?

Bem-me-quer, mal-me-quer, bem-me-quer, mal… A relação da Anita com as redes sociais perdeu há já algum tempo o encanto romântico e excitante de quando se conheceram. Algures no tempo a relação desvirtuou-se e deixou de haver confiança.

À medida que a distância e a desconfiança foram crescendo, em proporcional medida à imposição e necessidade que as redes foram exercendo, a Anita passou a vê-las como uma ferramenta, incontornável em termos profissionais. E colocou-lhe limites, físicos e psicológicos, qual ordem de restrição, sem deixar de pensar no bonito que foi e lamentar o intrusivo que se tornou.

A Anita abre o coração desta relação de amor-ódio e espera encontrar a paz de espírito no desabafo.

Neste episódio, mencionamos:
Flipboard
Good Reads
BLX Bibliotecas de Lisboa
PressReader
“Bottega Veneta shutting down its social media accounts might signal a trend”, artigo escrito por Pamela N. Danziger a 7 de Janeiro de 2021 e consultado a 4 de Maio de 2021.
Anúncios de Natal da John Lewis
Social media boycott: Football clubs, players & sporting bodies begin protest”, artigo publicado a 30 de Abril de 2021 e consultado a 4 de Maio de 2021.
“Procter & Gamble chief marketer slams ‘crappy media supply chain’, urges marketers to act”, artigo publicado na CNBC a 31 de Janeiro de 2017 e consultado a 5 de Maio de 2021. “One year later”, artigo puclicado na MarTechToday a 20 de Fevereiro de 2018 e consultado a 5 de Maio de 2021.
Colin Kapernick e a sua parceria com a Nike
“Comparisonitis”

E não se esqueçam:
A Anita regressa ao trabalho quando bem lhe apetece e pode, idealmente a cada semana, mais coisa menos coisa, com um ponto de situação nos seus projetos. No entanto, como boas aspirantes à omnipresença, continuamos ligadas no Instagram, em @anita_no_trabalho, e ainda em anitanotrabalho.com, onde poderão conversar connosco através da secção Querida Anita, ou no Facebook.

Ou nas nossas plataformas profissionais:
Eli: nautilo.net | facebook | twitter | Instagram
Billy: airdesignstudio.com | facebook | Instagram
Rita: Instagram

Créditos:
“Polygamie” de Gabriel Vigliensoni, através do Free Music Archive.

Episódio #15 Temporada 6: A Anita líder em tempos de crise

Depois de meses a abordar dados e estudos sobre discriminação, desigualdade, atrasos sistémicos…e de, nas entrelinhas, ir sugerindo que as mulheres devem assumir mais posições de liderança, que têm estilos de liderança com melhores resultados, que são líderes mais eficazes… a Anita traz para a mesa os números da verdade: as mulheres são efetivamente melhores líderes, reforçando a sua posição em tempos de crise.

Numa prova do algodão, comparando indicadores de liderança e avaliação 360, pré e durante a pandemia, as mulheres em posições de liderança são melhor avaliadas em 13 de 19 indicadores, sendo que os restantes 6 revelam paridade entre homens e mulheres.

Está na hora de chamar mais heroínas para salvar a humanidade!

Neste episódio, mencionamos:
Artigo Harvard Business Review – Women are better leaders during a crisis
“La presencia de la mujer en las ediciones digitales de siete diarios deportivos: del deporte a la “porquería machista””
Glass Cliff
“Os Homens são de Marte e as Mulheres são de Vénus”, de John Gray
Conversa entre Christine Lagarde e Ursula von der Leyen sobre a atenção extra que têm de ter nas suas organizações para garantir a igualdade de acesso homens/mulheres.
Global Gender Gap Report – Antes eram 90 anos até atingirmos a igualdade de género agora são 135 anos…
Ardern and Bhutto: Two different pregnancies in power”
Benazir Bhutto
“The Lady vanishes”, episódio de Revisionist History, podcast de Malcolm Gladwell
“Workplace gender quotas weed out incompetent men and make businesses more efficient, study finds”, artigo de Ben Chapman, publicado a 19 de Junho de 2017 no Independent, e consultado a 5 de Fevereiro de 2021.
The Good Wife
“Espanha vai testar semana de trabalho de quatro dias”, artigo publicado a 16 de Março de 2021 na revista Sábado e consultado a 28 de Abril de 2021.
Igualdade salarial em Espanha, artigo publicado a 12 de Janeiro no Cinco Días e consultado a 28 de Abril de 2021.
“How Iceland Is Closing the Gender Wage Gap”, publicado a 8 de Janeiro de 2021 na Harvard Business Review e consultado a 28 de Abril de 2021.
A Anita à conversa com a Carolina Salgueiro Pereira
“LinkedIn is adding ‘stay-at-home mom’ and more caretaker titles, as 2.3 million women leave the workforce”, artigo escrito por Maria Caspian e publicado a 30 de Março de 2021.

E não se esqueçam:
A Anita regressa ao trabalho quando bem lhe apetece e pode, idealmente a cada semana, mais coisa menos coisa, com um ponto de situação nos seus projetos. No entanto, como boas aspirantes à omnipresença, continuamos ligadas no Instagram, em @anita_no_trabalho, e ainda em anitanotrabalho.com, onde poderão conversar connosco através da secção Querida Anita, ou no Facebook.

Ou nas nossas plataformas profissionais:
Eli: nautilo.net | facebook | twitter | Instagram
Billy: airdesignstudio.com | facebook | Instagram
Rita: Instagram

Créditos:
“Polygamie” de Gabriel Vigliensoni, através do Free Music Archive.

Episódio #13 Temporada 6: Anita e a saúde mental – Parte 2

Há algo de estranho no silêncio dos dias. Semanas depois da reabertura parcial das escolas, finalmente com tempo para si e a possibilidade de sonhar em voz alta e recomeçar planos, a Anita sente um certo entorpecimento, uma certa resistência em regressar às esplanadas ou retomar rotinas interrompidas… Não que não sinta prazer nas saídas, com maior liberdade e em companhia do sol…mas uma sensação de efemeridade teima em assolar a sua mente.

A segunda tentativa de regresso a uma normalidade, que talvez já nem tenha lugar, deixa a Anita alerta e expectante. Sabe que deve estar atenta a si e centrar-se no seu bem-estar, físico e mental – prossegue com o yoga, faz caminhadas e corrida, cuida da alimentação, reforça a prática de mindfulness…procura ter tempo para si. Mas o seu sistema límbico parece avariado, dando lugar a oscilações bruscas de humor e um certo desnorte emocional.

Semanas após a conversa franca e sem filtros, a Anita volta ao sofá, para mais uma consulta com a Ana Teresa Vale, desta feita para pedir ajuda no regresso a uma qualquer normalidade.

 

Neste episódio, mencionamos:
“Mais de um quarto das famílias portuguesas perdeu 25% ou mais rendimentos durante a pandemia”, artigo escrito por Rita Robalo de Sousa, publicado a 25 de Março de 2021.
“Número de divórcios em Portugal aumenta no pós-desconfinamento”, notícia publicada no site Sic Notícias a 12 de Outubro de 2020.
“O confinamento é “uma lua-de-mel para os agressores”?”, artigo escrito por Fernanda Câncio e Valentina Marcelino e publicado no Diário de Notícias a 27 de Janeiro de 2021.
Estatísticas APAV: Relatório de 2020 | Relatório de 2019
“Em três meses, vendidas mais de 5 milhões de embalagens de ansiolíticos e antidepressivos”, artigo escrito por Ana Mafalda Inácio e publicado no Diário de Notícias a 9 de Junho de 2020.
“Covid-19: pandemia aumentou os casos de ansiedade e depressão nas crianças”, notícia publicada no site da TVI online
“Fadiga pandémica: “Uma realidade internacional”
“Fadiga da Pandemia”: um documento da Ordem dos Psicólogos com informação
Fact Sheet da Fadiga da Pandemia feito pela Ordem dos Psicólogos.
“COVID-19: Metade dos portugueses apresentam sintomas de depressão”, artigo escrito por Luísa Melo e publicado a 22 de Março de 2021 no portal de notícias da Universidade do Porto. Consultado a 13 de Abril de 2021.
Myers Briggs Type Indicator
Portal da Ordem dos Psicólogos “Eu sinto-me”
Os habitantes do Reino Unido têm níveis de depressão e ansiedade muito preocupantes, segundo um estudo que compara países europeus.

E não se esqueçam:
A Anita regressa ao trabalho quando bem lhe apetece e pode, idealmente a cada semana, mais coisa menos coisa, com um ponto de situação nos seus projetos. No entanto, como boas aspirantes à omnipresença, continuamos ligadas no Instagram, em @anita_no_trabalho, e ainda em anitanotrabalho.com, onde poderão conversar connosco através da secção Querida Anita, ou no Facebook.

Ou nas nossas plataformas profissionais:
Eli: nautilo.net | facebook | twitter | Instagram
Billy: airdesignstudio.com | facebook | Instagram
Rita: Instagram

Créditos:
“Polygamie” de Gabriel Vigliensoni, através do Free Music Archive.

Episódio #10 Temporada 6: ESPECIAL DIA DA MULHER – CLUBHOUSE

Numa edição especial do Dia Internacional da Mulher, e porque caminha sobre os ombros de muitas mulheres que antes de si se ergueram e lhe permitiram olhar mais acima na linha do horizonte, a Anita revela em primeira mão quem mais admira.

Num exercício impossível, cada Anita reduziu a sua lista a 3 mulheres – com mais ou menos batota- não porque a escolha seja óbvia para si, mas meramente por razões práticas, para evitar que o programa durasse dias a fio.

Sem mais demoras, vamos à revelação.

Neste episódio, mencionamos:
Jacinda Ardern
Patrícia Mamona
“Patrícia Mamona vence o ouro em Torun”, artigo publicado a 7 de Março de 2021 e consultado a 10 de Março de 2021.
Telma Monteiro
Comunicado à imprensa 25.11.2020 | Dia Internacional sobre a eliminação da violência contra as mulheres
Ni una menos
Malala Yousafzai
Oprah Winfrey
Michelle Obama
Melinda Gates
The Confidence Code
“Histórias de Adormecer para Raparigas Rebeldes”, de Francesca Cavallo e Elena Favilli vols. 1, 2 e “100 mulheres imigrantes que mudaram o mundo”

E não se esqueçam:
A Anita regressa ao trabalho quando bem lhe apetece e pode, idealmente a cada semana, mais coisa menos coisa, com um ponto de situação nos seus projetos. No entanto, como boas aspirantes à omnipresença, continuamos ligadas no Instagram, em @anita_no_trabalho, e ainda em anitanotrabalho.com, onde poderão conversar connosco através da secção Querida Anita, ou no Facebook.

Ou nas nossas plataformas profissionais:
Eli: nautilo.net | facebook | twitter | Instagram
Billy: airdesignstudio.com | facebook | Instagram
Rita: Instagram

Anita no Trabalho é um podcast produzido por Ana Isabel Ramos – designer, ilustradora e knitwear designer em airdesignstudio.com e instagram.com/air_billy – e Eliana Soares – marketeer e estratega em nautilo.net e instagram.com/elice_inwonderland – e a participação especial de Ana Rita Santos – Business development manager em instagram.com/ritaana.

Créditos:
“Polygamie” de Gabriel Vigliensoni, através do Free Music Archive.

Episódio #5 Temporada 6: Anita no país da desigualdade

Índice de Igualdade de Gênero 2020
Portugal já recuperou… mas, com 61.3 pontos em 100, está ainda em 16º, 6.6 pontos abaixo da média europeia.

Na ressaca das Presidenciais, e tendo como pano de fundo a entrega dos prémios do Índice de Igualdade de Género 2020, a Anita aborda o tema da representatividade na sociedade portuguesa.

Portugal tem vindo progressivamente a recuperar terreno em comparação com outros países da UE, subindo 4 lugares em 10 anos… mas, com 61.3 pontos em 100, está ainda em 16º, 6.6 pontos abaixo da média europeia.

Há motivos para alguma esperança, com aumento da quota de mulheres no banco central e nas principais empresas cotadas, bem como no número de mulheres a liderarem ministérios ou no Parlamento. (Viva a Lei da Paridade e a Lei das Quotas…)

No entanto, a esperança esmorece quando a Anita analisa a desigualdade na educação, na remuneração e no trabalho doméstico não remunerado onde as diferenças são gritantes… A segregação ao nível de educação e trabalho é o principal obstáculo e, infelizmente, não tem dado sinais de melhoria…

A progressão europeia atual deixa-nos pela frente um horizonte temporal de 60!!! anos até atingirmos a igualdade. Estamos dispostas a esperar?

Neste episódio, mencionamos:
Índice de Igualdade de Gênero 2020 fichas técnicas por país.
Lei da paridade nos órgãos colegiais representativos do poder político.
Portugal compromete-se no avanço de medidas de combate à desigualdade entre mulheres e homens
Portugal tem mais mulheres no Governo e parlamento que média da UE
Aprovada lei das quotas de género nas empresas“, artigo escrito por Carolina Reis e publicado no Expresso online a 23 de Junho de 2017 e consultado a 5 de Fevereiro de 2021.
Índice de Igualdade de Gênero 2020
Dona Tota
No episódio 60 “A Anita em regime pro bono”, falamos sobre o tópico das quotas.
Workplace gender quotas weed out incompetent men and make businesses more efficient, study finds“, artigo de Ben Chapman, publicado a 19 de Junho de 2017 no Independent, e consultado a 5 de Fevereiro de 2021.
A Billy fala sobre como são percepcionados homens e mulheres quando interrompem alguém. Essa informação vem documentada em alguns livros como “Invisible Women” de Carolina Criado-Pérez [ou na edição portuguesa], ou “Clube de Combate Feminista“, de Jessica Bennett.
A Eliana fala de um artigo da Harvard Business Review e que mostra os dados do efeito de ter mulheres líderes em momentos de crise.
A Billy menciona um episódio em que falam sobre os educadores de infância.
“Merriam-Webster adds ‘second gentleman‘ to describe Doug Emhoff’s role”, artigo escrito por Kate Bennett, publicado a 28 de Janeiro de 2021 e consultado a 5 de Fevereiro de 2021.
Borgen“, a série dinamarquesa de drama político.
The Queen’s Gambit
Ursula von der Leyen, atual presidente da Comissão Europeia.
Ellen Johnson Sirleaf, antiga Presidente da Libéria.
Coronavirus: Government withdraws ‘sexist’ Stay Home advert“, artigo publicado a 28 de Janeiro de 2021 e consultado a 5 de Fevereiro de 2021.

E não se esqueçam:
A Anita regressa ao trabalho quando bem lhe apetece e pode, idealmente a cada semana, mais coisa menos coisa, com um ponto de situação nos seus projetos. No entanto, como boas aspirantes à omnipresença, continuamos ligadas no Instagram, em @anita_no_trabalho, e ainda em anitanotrabalho.com, onde poderão conversar connosco através da secção Querida Anita, ou no Facebook.

Ou nas nossas plataformas profissionais:
Eli: nautilo.net | facebook | twitter | Instagram
Billy: airdesignstudio.com | facebook | Instagram
Rita: Instagram

Anita no Trabalho é um podcast produzido por Ana Isabel Ramos – designer, ilustradora e knitwear designer em airdesignstudio.com e instagram.com/air_billy – e Eliana Soares – marketeer e estratega em nautilo.net e instagram.com/elice_inwonderland – e a participação especial de Ana Rita Santos – Business development manager em instagram.com/ritaana.

Créditos:
“Polygamie” de Gabriel Vigliensoni, através do Free Music Archive.

Episódio #15: Empreendedora e introvertida

A ressacar de uma semana e fim de semana intensos a nível de interações sociais, a Anita não se atreve a olhar-se ao espelho antes de sair de casa em direção a mais uma reunião. A vontade de se encolher no sofá, com uma manta até às orelhas, um livro ou a televisão quase sem som, e sem ninguém em redor, é tão visceral que a Anita tem medo de ver fumo a sair pelas orelhas.

Qual Chapeleiro Maluco, assim se sente a Anita, sem ter recarregado as baterias das competências sociais…desejosa de encontrar no fundo do buraco a poção ou o cogumelo que lhe permitem fazer das tripas coração e emanar uma energia e entusiasmo contagiantes.
Bem-vindos ao outro lado do espelho da Anita, introvertida, roçando a timidez, e das suas aventuras no maravilhoso e extrovertido mundo do empreendedorismo.

E não se esqueçam:
A Anita regressa ao trabalho a cada duas semanas, mais coisa menos coisa, com um ponto de situação nos seus projetos… no entanto, como boas aspirantes à omnipresença, continuamos ligadas no anitanotrabalho.com, onde poderão conversar connosco através da secção Querida Anita, ou no Facebook.

Ou nas nossas plataformas profissionais:
Eli: nautilo.net | facebook | obvious | twitter
Billy: airdesignstudio.com | facebook | instagram

Créditos:
“Polygamie” de Gabriel Vigliensoni, através do Free Music Archive.

Bem-vind@s ao Anita no Trabalho

Bem-vind@s ao Anita no trabalho – neste espaço, vamos abordar o tema do empreendedorismo feminino, no seu sentido mais lato, que é como dizer: porque é que as mulheres são irresistivelmente atraídas pelo poder da omnipresença?

Isto do empreendedorismo feminino pode, muitas vezes, ficar limitado à ideia da mulher que envereda por um projeto empresarial próprio…para nós, tem uma expressão muito mais extensa, e muitas vezes menos óbvia, afetando a grande maioria das mulheres, por conta própria ou não.
Das conversas, encontros e desencontros que fomos tendo ao longo dos anos, em Portugal e fora, mas essencialmente no regresso a casa depois de anos como expatriadas, as questões de género foram revelando um certo quê de pertinência…
O Anita no Trabalho surge, assim, como espaço de partilha de ideias, de desmistificação de muitos preconceitos mas, acima de tudo, de inspiração.
Ao longo das várias emissões abordaremos temas que gravitam à volta desta temática, no feminino, mas também trazendo as vozes masculinas que despertam para e se deixam fascinar pela verdadeira dimensão da omnipresença.

Fiquem connosco, e não deixem de partilhar o vosso lado da história. Para tal, não esqueçam:

A Anita regressa ao trabalho a cada duas semanas com um ponto de situação nos seus projetos. No entanto, como boas aspirantes à omnipresença, continuamos ligadas no anitanotrabalho.com, onde poderão conversar connosco através da secção Querida Anita , ou no Facebook.
Até já.